fbpx
Central de atendimento (47) 3355-0288

    Abdome total:

    Este exame de ultrassom é realizado para avaliar os órgãos abdominais internos, como fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, bexigas, aorta, veia cava inferior e adrenais. Com este exame de imagem é possível diagnosticar doenças inflamatórias, tumores entre outras.

    Abdome superior:

    Exame de ultrassom que avalia principalmente o fígado, vias biliares, vesícula biliar, pâncreas e baço. Permite o diagnóstico de doenças na região como, por exemplo, “pedra na vesícula”.

    Aparelho urinário:

    Ultrassonografia que examina os rins, ureter e bexiga urinária. Através deste exame de imagem é possível diagnosticar doenças nestes órgãos, como por exemplo, os cálculos urinários e os tumores.

    Articulações:

    Exame de ultrassom que pode ser realizado em diversas articulações dos membros superiores (ombro, braço, cotovelo, antebraço, punho e mão) e inferiores (quadril, coxa, joelho, perna, tornozelo e pé), para auxiliar no diagnóstico de artrite, artrose, lesões musculares, nos tendões e ligamentos, entre outras estruturas.

    Bolsa testicular/ testículo:

    Exame de imagem que auxilia o diagnóstico de inflamações, tumores, cistos, torção testicular. Dependendo do caso pode ser solicitado com Doppler, que avalia o fluxo de sangue nas estruturas, como na pesquisa de varicocele.

    Mamas:

    Em conjunto com a mamografia e ressonância magnética, o ultrassom das mamas auxilia o diagnóstico de câncer de mama, cistos, nódulos, bem como no rastreio de câncer de mama.

    Obstétrico:

    Este exame de imagem é essencial para o acompanhamento da gestação, posição, peso e crescimento do bebê, determinação do sexo (gênero) do feto e eventual diagnóstico de complicações . Cada época da gestação tem sua indicação específica e deve ser solicitado pelo médico.

    Obstétrico transvaginal:

    Ultrassom usado para avaliação da gestação inicial, nas primeiras semanas. Ocasionalmente pode ser solicitado em outra fase para avaliação do colo do útero.

    Obstétrico com translucência nucal (entre 11 e 13 semanas e 6 dias):

    Exame de imagem realizado para estimar o risco de algumas síndromes e alguns tipos de doenças, entre as quais a síndrome de Down e síndrome de Turner.

    Obstétrico morfológico do primeiro trimestre com Doppler (entre 11 e 13 semanas e 6 dias):

    Ultrassom realizado para avaliar a translucência nucal, o osso nasal e o ducto venoso. Além disso, este exame de imagem também auxilia na estimativa do risco de doenças e síndromes específicas.

    Obstétrico morfológico do segundo trimestre com Doppler (preferencialmente entre 20 e 24 semanas):

    Exame de imagem para avaliação da anatomia do feto e possíveis alterações na formação das estruturas fetais (malformações), como mielomeningocele e hidrocefalia, além de avaliar o crescimento e peso do feto.
    A avaliação com Doppler permite estimar o risco de pré-eclâmpsia e avaliar a circulação fetal.

    Partes moles:

    Exame de ultrassom que pode ser realizado para avaliação de nódulos, tumores e cistos em diversas regiões superficiais do corpo.

    Parede abdominal:

    Ultrassom realizado para diagnosticar hérnias, nódulos, tumores e inflamações na parede do abdome.

    Pélvico:

    Exame de imagem das estruturas pélvicas. Nas mulheres são avaliados o útero e os ovários, além da bexiga e segmentos do intestino da região. No homem são avaliados a próstata e as vesículas seminais além da bexiga e segmentos intestinais.

    Próstata supra-púbico:

    Ultrassom para avaliação da próstata através do abdome, para estimar o tamanho, peso e contornos da próstata, além da bexiga, e avaliação do resíduo de urina após a micção, auxiliando o médico no diagnóstico e tratamento de algumas doenças deste órgão.

    Próstata trans-retal:

    Exame de imagem por via retal que além de avaliar as dimensões da próstata e as vesículas seminais, auxilia no diagnóstico do câncer de próstata. Freqüentemente é realizado em conjunto com biópsia da próstata, no intuito do diagnóstico de câncer.

    Tireóide / Tireóide com Doppler:

    Principal exame de imagem no acompanhamento e diagnóstico das doenças da tireoide, entre elas câncer de tireoide, nódulos, cistos, tireoidites, doença de Graves, etc. Muitas vezes é solicitado com Doppler para auxiliar no diagnóstico destas doenças.

    Pescoço:

    Ultrassom das glândulas salivares, tireoide e linfonodos cervicais. Pode ser solicitado com Doppler.

    Transvaginal / Transvaginal com Doppler:

    Avaliação dos órgãos pélvicos femininos (vagina, útero, ovários), auxiliando no diagnóstico de cistos ovarianos, sangramento uterino, câncer, etc. O exame de ultrassom com Doppler muitas vezes é solicitado para avaliar o fluxo sanguíneo nestes órgãos.

    Ecodoppler venoso:

    Geralmente este exame de imagem é realizado nos membros inferiores, para avaliação de varizes ou trombose venosa, porém pode ser realizado nos membros superiores para avaliação de condições específicas.

    Ecodoppler arterial de membros inferiores ou superiores:

    Exame de ultrassom para avaliar a circulação arterial para pesquisa de obstrução do fluxo sanguíneo.

    Ecodoppler de carótidas e vertebrais:

    Ultrassom das artérias que levam sangue para o cérebro, a fim de pesquisar obstruções comprometendo o fluxo sanguíneo.

    Ecodoppler de aorta e ilíacas:

    Ultrassom das artérias que ficam dentro do abdome para auxiliar no diagnóstico de aneurismas (dilatações), obstrução no fluxo de sangue nas artérias, ou no caso de cirurgia anterior para avaliação das próteses arteriais.

    Ecodoppler de aorta e artérias renais:

    Exame de imagem que avalia o fluxo nas artérias renais na tentativa de identificar obstrução destas artérias, pois esta é uma das principais causas de hipertensão arterial (pressão alta) que pode ser curada.

    Ecodoppler de órgãos abdominais:

    Ultrassom para avaliar o fluxo de sangue através das artérias e veias nos principais órgãos do abdome, como o fígado ou o rim transplantado em caso de transplantes renais. São exames específicos para algumas condições, para auxiliar o médico no diagnóstico e tratamento.

    Punção aspirativa (PAAF) guiada por ultrassonografia:

    É um procedimento realizado para adquirir material para análise citopatológica (análise no microscópio) guiado pelas imagens do ultrassom. Geralmente é solicitada punção de linfonodos, de nódulos e cistos de tireoide ou de mama, para auxiliar no diagnóstico de tumores, câncer, inflamação entre outras doenças.

    Biópsias por agulha grossa (core biopsy):

    É uma biópsia realizada com auxilio do ultrassom onde uma agulha retira um pequeno fragmento da região para análise histológica (avaliação do material no microscópio). Geralmente é realizado de nódulos e tumores de mama ou para análise de material da próstata, fígado, rins pâncreas, tumores abdominais ou de extremidades.

    Exame Elastografia Hepática

    Preparo: 6 horas de jejum

    Elastografia Hepática, é um exame de imagem utilizado para avaliar a saúde e os danos no fígado causados por doenças crônicas nesse órgão, como hepatite, cirrose e presença de gordura. Exame sem invasão do corpo humano, ou seja, sem riscos ou complicações.

    Muitas doenças hepáticas evoluem com fibrose do figado, e o último estágio da fibrose é a Cirrose, onde o figado está entrando em falência.

    Essa nova técnica de exame, ELASTOGRAFIA HEPÁTICA, avalia a consistência do figado conseguindo estimar o quanto de fibrose o figado examinado possui.

    É um exame rápido e indolor.

     

    Conheça nossa equipe que está pronta para oferecer a melhor experiência na hora do seu exame.

    Inscreva-se em nosso canal no Youtube e não perca nossos conteúdos.

     

    Esclareça suas dúvidas, saiba mais sobre os nossos serviços!