Central de atendimento (47) 3355-0288

    Ecocardiografia Fetal:

    Detecção das cardiopatias congênitas graves, cujo prognóstico depende do planejamento do parto em centro de referência especializada. A incidência de cardiopatia congênita é estimada em 1% dos nascidos vivos, sendo cerca de 5x maior na vida fetal (diferença justificada pelos óbitos fetais). Metade dos casos apresenta repercussão hemodinâmica precoce, com necessidade de tratamento intervencionista ou correção cirúrgica no primeiro ano de vida.

    SAIBA MAIS

     

    Exame Elastografia Hepática:

    Elastografia Hepática, é um exame de imagem utilizado para avaliar a saúde e os danos no fígado causados por doenças crônicas nesse órgão, como hepatite, cirrose e presença de gordura. Exame sem invasão do corpo humano, ou seja, sem riscos ou complicações.

    SAIBA MAIS

     

    Ultrassonografia Geral:

    A ultrassonografia (ou ecografia) é um exame que envolve a exposição de parte do corpo para as ondas sonoras de alta frequência para produzir imagens do interior do corpo. Diferentemente dos exames de raio-X, os exames de ultrassom não utilizam radiação ionizante.

    As imagens são capturadas em tempo real, e mostram a estrutura e movimento dos órgãos internos do corpo, assim como o sangue que flui através dos vasos sanguíneos.

    SAIBA MAIS

     

    Ultrassom Ginecológico e Obstétrico:

    O ultrassom ginecológico, complementa o exame clínico. Ele possibilita uma análise mais detalhada dos órgãos ginecológicos internos (útero, ovários e trompas), podendo detectar problemas precocemente nestas estruturas.

    O ultrassom pélvico por via abdominal é um procedimento não invasivo, utilizado para diagnóstico de alterações e/ou lesões da bexiga, útero e ovários. Além disso, ele também é utilizado para identificar a presença de gestação e avaliar o posicionamento de DIUs.

    SAIBA MAIS

     

    Abdome total:

    Este exame de ultrassom é realizado para avaliar os órgãos abdominais internos, como fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins, bexigas, aorta, veia cava inferior e adrenais. Com este exame de imagem é possível diagnosticar doenças inflamatórias, tumores entre outras.

    Abdome superior:

    Exame de ultrassom que avalia principalmente o fígado, vias biliares, vesícula biliar, pâncreas e baço. Permite o diagnóstico de doenças na região como, por exemplo, “pedra na vesícula”.

    Aparelho urinário:

    Ultrassonografia que examina os rins, ureter e bexiga urinária. Através deste exame de imagem é possível diagnosticar doenças nestes órgãos, como por exemplo, os cálculos urinários e os tumores.

    Articulações:

    Exame de ultrassom que pode ser realizado em diversas articulações dos membros superiores (ombro, braço, cotovelo, antebraço, punho e mão) e inferiores (quadril, coxa, joelho, perna, tornozelo e pé), para auxiliar no diagnóstico de artrite, artrose, lesões musculares, nos tendões e ligamentos, entre outras estruturas.

    Bolsa testicular/ testículo:

    Exame de imagem que auxilia o diagnóstico de inflamações, tumores, cistos, torção testicular. Dependendo do caso pode ser solicitado com Doppler, que avalia o fluxo de sangue nas estruturas, como na pesquisa de varicocele.

    Mamas:

    Em conjunto com a mamografia e ressonância magnética, o ultrassom das mamas auxilia o diagnóstico de câncer de mama, cistos, nódulos, bem como no rastreio de câncer de mama.

    Obstétrico:

    Este exame de imagem é essencial para o acompanhamento da gestação, posição, peso e crescimento do bebê, determinação do sexo (gênero) do feto e eventual diagnóstico de complicações. Cada época da gestação tem sua indicação específica e deve ser solicitado pelo médico.

    Obstétrico transvaginal:

    Ultrassom usado para avaliação da gestação inicial, nas primeiras semanas. Ocasionalmente pode ser solicitado em outra fase para avaliação do colo do útero.

    Obstétrico com translucência nucal (entre 11 e 13 semanas e 6 dias):

    Exame de imagem realizado para estimar o risco de algumas síndromes e alguns tipos de doenças, entre as quais a síndrome de Down e síndrome de Turner.

    Obstétrico morfológico do primeiro trimestre com Doppler (entre 11 e 13 semanas e 6 dias):

    Ultrassom realizado para avaliar a translucência nucal, o osso nasal e o ducto venoso. Além disso, este exame de imagem também auxilia na estimativa do risco de doenças e síndromes específicas.

    Obstétrico morfológico do segundo trimestre com Doppler (preferencialmente entre 20 e 24 semanas):

    Exame de imagem para avaliação da anatomia do feto e possíveis alterações na formação das estruturas fetais (malformações), como mielomeningocele e hidrocefalia, além de avaliar o crescimento e peso do feto.
    A avaliação com Doppler permite estimar o risco de pré-eclâmpsia e avaliar a circulação fetal.

    Partes moles:

    Exame de ultrassom que pode ser realizado para avaliação de nódulos, tumores e cistos em diversas regiões superficiais do corpo.

    Parede abdominal:

    Ultrassom realizado para diagnosticar hérnias, nódulos, tumores e inflamações na parede do abdome.

    Pélvico:

    Exame de imagem das estruturas pélvicas. Nas mulheres são avaliados o útero e os ovários, além da bexiga e segmentos do intestino da região. No homem são avaliados a próstata e as vesículas seminais além da bexiga e segmentos intestinais.

    Próstata supra-púbico:

    Ultrassom para avaliação da próstata através do abdome, para estimar o tamanho, peso e contornos da próstata, além da bexiga, e avaliação do resíduo de urina após a micção, auxiliando o médico no diagnóstico e tratamento de algumas doenças deste órgão.

    Próstata trans-retal:

    Exame de imagem por via retal que além de avaliar as dimensões da próstata e as vesículas seminais, auxilia no diagnóstico do câncer de próstata. Frequentemente é realizado em conjunto com biópsia da próstata, no intuito do diagnóstico de câncer.

    Tireoide / Tireoide com Doppler:

    Principal exame de imagem no acompanhamento e diagnóstico das doenças da tireoide, entre elas câncer de tireoide, nódulos, cistos, tireoidites, doença de Graves, etc. Muitas vezes é solicitado com Doppler para auxiliar no diagnóstico destas doenças.

    Pescoço:

    Ultrassom das glândulas salivares, tireoide e linfonodos cervicais. Pode ser solicitado com Doppler.

    Transvaginal / Transvaginal com Doppler:

    Avaliação dos órgãos pélvicos femininos (vagina, útero, ovários), auxiliando no diagnóstico de cistos ovarianos, sangramento uterino, câncer, etc. O exame de ultrassom com Doppler muitas vezes é solicitado para avaliar o fluxo sanguíneo nestes órgãos.

    Ecodoppler venoso:

    Geralmente este exame de imagem é realizado nos membros inferiores, para avaliação de varizes ou trombose venosa, porém pode ser realizado nos membros superiores para avaliação de condições específicas.

    Ecodoppler arterial de membros inferiores ou superiores:

    Exame de ultrassom para avaliar a circulação arterial para pesquisa de obstrução do fluxo sanguíneo.

    Ecodoppler de carótidas e vertebrais:

    Ultrassom das artérias que levam sangue para o cérebro, a fim de pesquisar obstruções comprometendo o fluxo sanguíneo.

    Ecodoppler de aorta e ilíacas:

    Ultrassom das artérias que ficam dentro do abdome para auxiliar no diagnóstico de aneurismas (dilatações), obstrução no fluxo de sangue nas artérias, ou no caso de cirurgia anterior para avaliação das próteses arteriais.

    Ecodoppler de aorta e artérias renais:

    Exame de imagem que avalia o fluxo nas artérias renais na tentativa de identificar obstrução destas artérias, pois esta é uma das principais causas de hipertensão arterial (pressão alta) que pode ser curada.

    Ecodoppler de órgãos abdominais:

    Ultrassom para avaliar o fluxo de sangue através das artérias e veias nos principais órgãos do abdome, como o fígado ou o rim transplantado em caso de transplantes renais. São exames específicos para algumas condições, para auxiliar o médico no diagnóstico e tratamento.

    Punção aspirativa (PAAF) guiada por ultrassonografia:

    É um procedimento realizado para adquirir material para análise citopatológica (análise no microscópio) guiado pelas imagens do ultrassom. Geralmente é solicitada punção de linfonodos, de nódulos e cistos de tireoide ou de mama, para auxiliar no diagnóstico de tumores, câncer, inflamação entre outras doenças.

    Biópsias por agulha grossa (core biopsy):

    É uma biópsia realizada com auxilio do ultrassom onde uma agulha retira um pequeno fragmento da região para análise histológica (avaliação do material no microscópio). Geralmente é realizado de nódulos e tumores de mama ou para análise de material da próstata, fígado, rins pâncreas, tumores abdominais ou de extremidades.

    Biópsias guiadas por ultrassom:

    A biópsia guiada por ultrassom é um procedimento adicional que ajuda no esclarecimento e determinação de benignidade/malignidade de lesões. Estes exames são efetuados através da introdução da agulha na pele em direção a lesão, recolhendo-se material que depois deve ser levado ao laboratório para análise do médico patologista que fará o diagnóstico.

    Por ser um método dinâmico que fornece imagens em tempo real, é possível realizar estes procedimentos minimamente invasivos com precisão e segurança, evitando que órgãos vizinhos ao alvo sejam lesados. As coletas de biópsia habitualmente não têm maiores complicações.

    Doppler vascular periférico Visceral e Carótidas:

    Os exames de Doppler, semelhantes ao ultrassom, utilizam ondas sonoras para analisar o fluxo de sangue que circula nos vasos sanguíneos (veias e artérias). Ele permite a análise em tempo real da rede vascular e do fluxo sanguíneo de diversas partes do corpo, contribuindo para o diagnóstico de diversas patologias; ele não emite radiação, nem causa efeitos colaterais ao paciente.

    Na gestação, a aplicação do exame auxilia quanto à determinação acerca da irrigação dos órgãos do feto e oxigenação dos mesmos, além de permitir avaliar a circulação do coração e cordão umbilical.

    Ultrassonografia Músculo esquelético:

    A ultrassonografia músculo esquelético avalia as articulações (ombro, cotovelo, joelho, tornozelo e quadril), estudando os músculos, tendões e articulações, identificando tendinites, rupturas tendíneas e musculares.

    Punção (PAAF) de Tireoide, Mama e Linfanoides:

    A punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF) consiste na remoção de algumas células de nódulos ou massas do corpo. Esse exame é indicado para a avaliação de nódulos, massas palpáveis ou massa visualizada por exame de imagem feito anteriormente.

    Esta é uma das formas de se fazer um diagnóstico mais preciso.

    Esclareça suas dúvidas, saiba mais sobre os nossos serviços!